Blog

Você sabe como funciona o licenciamento de software? Entenda agora!

Você sabe como funciona o licenciamento de software? Entenda agora!

Compartilhe:

A tecnologia digital mudou drasticamente a forma como as empresas conduzem suas rotinas de trabalho, tanto no nível macro, em suas grandes decisões, quanto no micro, nas tarefas do dia a dia. Porém, junto com esses recursos, também vieram novas escolhas, como o tipo de licenciamento de software a ser utilizado no negócio.

Como você já deve saber, um software nada mais é do que uma ferramenta de trabalho. O seu licenciamento, por sua vez, é a forma como essa ferramenta é adquirida e mantida. Ao oferecer uma solução desse tipo para um cliente, é importante que ele entenda quais são os prós e contras de cada modelo.

Para que você também entenda o assunto na hora de negociar, vamos falar um pouco sobre o licenciamento de software e qual é sua importância. Acompanhe.

Quais são os principais tipos de licenciamento?

Caso você ainda não os conheça, aqui estão 4 tipos de licenciamento que o cliente pode escolher ao adquirir um software.

Aquisição perpétua

Como o nome já diz, a empresa adquire o software de forma permanente, com apenas um pagamento. Isso significa que apenas a versão atual do software é adquirida, com algumas de suas atualizações.

Porém, quando a desenvolvedora cria uma nova versão do programa, você ainda continua com o antigo. Além disso, esse tipo de licenciamento não inclui necessariamente a personalização da solução.

Licença de uso

É bem semelhante à anterior, mas aqui o que o cliente compra é o direito de usar o programa em uma ou mais máquinas por meio de um pagamento de assinatura. Dessa forma, você tem direito à manutenção do software e de quaisquer serviços que ele inclua, mas não receberá a nova versão quando ela sair.

Open source

O licenciamento de software de “código aberto” costuma ser o mais rentável para a empresa, pois seu custo é, por definição, nulo. O produto pode ser adquirido, utilizado, alterado e aprimorado pela empresa livremente, mas os desenvolvedores originais, que ainda detêm a propriedade intelectual do software, podem impor restrições na forma como ele é utilizado.

SaaS

Abreviação em inglês de “Software Como Um Serviço” (Software Has a Service), esse é um modelo de aquisição cada vez mais comum hoje em dia.

Em vez de ter o programa instalado na máquina, ele é acessado remotamente pela internet, aumentando a flexibilidade da sua utilização. Você também poderá contar com o suporte da empresa provedora e terá que pagar apenas pelo período que utilizar o serviço.

Por que o tipo de licenciamento de software é importante?

A escolha da licença certa tem uma série de impactos na empresa que utiliza o software. Por exemplo, o uso de softwares não licenciados quase sempre leva a problemas de legalidade, além de haver grandes riscos de segurança para a empresa.

Programas irregulares podem se tornar porta de entrada para diversas invasões, roubos de dados, entre outros crimes virtuais. Escolher um licenciamento que garanta o apoio de segurança da desenvolvedora é sempre o mais recomendado.

Agora que você tem essas informações, já entende um pouco melhor sobre o licenciamento de software. Se quiser continuar acompanhando nossas dicas, assine nossa newsletter e veja tudo em primeira mão!

Assine nossos materiais