Blog

Gestão de custos: você prevê investimentos na sua empresa?

Gestão de custos: você prevê investimentos na sua empresa?

Compartilhe:

A gestão de custos é uma atividade essencial na empresa. Além de assegurar a saúde financeira, essa ação ajuda a identificar quais custos e despesas podem ser reduzidos e onde é possível investir o patrimônio da companhia, de modo a fomentar sua expansão.

Neste artigo, vamos explicar como você pode realizar uma gestão de custos eficiente e antecipar seus investimentos, de modo a aumentar a atuação da sua empresa no mercado. Boa leitura!

Entenda a importância da gestão de custos

Essa ação é fundamental para a empresa. Trata-se de uma atividade que vai muito além de simplesmente gerenciar as entradas e saídas do caixa. A gestão de custos contempla uma série de ações, tais como:

  • gestão de datas de pagamentos;
  • gestão de datas de recebimentos;
  • negociação de taxas e tarifas de contratos vigentes com bancos, operadoras e outros provedores de serviços;
  • redução de custos;
  • aplicação do patrimônio da empresa em investimentos mais rentáveis ou com maior liquidez;
  • entre outras ações.

Assim, a companhia se beneficia com mais flexibilidade para efetuar pagamentos, redução de despesas e maior rentabilidade.

Confira as diferenças entre custo, despesa e investimentos

Para entender a fundo sobre gestão financeira, é importante diferenciar o que são custos, despesas e investimentos. É comum confundir os três conceitos e fazer interpretações equivocadas.

Custo

Custos são os valores gastos em bens e serviços que sua empresa utiliza para produção. Ou seja: é o dinheiro destinado para tudo aquilo que sua companhia precisa para produzir — como matéria-prima, insumos ou mão de obra.

Despesa

Já as despesas estão relacionadas a tudo aquilo não gera retorno financeiro, mas que é essencial para a companhia. São exemplos de despesas: contas de luz, impostos, e aluguel.

Investimentos

Investimento, por outro lado, é tudo aquilo que pode gerar retorno financeiro no futuro. Isso pode incluir desde o investimento em sistemas automatizados, equipamentos e ferramentas à aplicação em produtos financeiros.

Saiba como fazer um plano de expansão

Prever investimentos é essencial para a expansão da sua empresa. Isso porque sua companhia cresce mais rápido quando destina seus recursos em ativos capazes de gerar retorno financeiro a curto, médio e longo prazo.

Para aumentar a expansão da sua empresa no mercado, confira nossas dicas abaixo.

Faça um plano de negócios

Muitos acreditam que o plano de negócios é uma ferramenta utilizada somente no início do empreendimento, quando a companhia não passa de um projeto embrionário.

Porém, o plano de negócios deve ser feito de forma periódica, contemplando todas as mudanças, imprevistos e oportunidades que surgiram ao longo do caminho. Assim, é possível estabelecer metas mais realistas para sua companhia.

É importante que o plano de negócios inclua:

  • uma análise SWOT atualizada;
  • projeção financeira dos meses seguintes;
  • análise da concorrência;
  • planejamento operacional;
  • estratégias de marketing.

O plano de negócios deve incluir o máximo de informações possíveis e, ainda, conter dados de períodos anteriores para efeito comparativo. Assim, é possível planejar e colocar em prática ações que vão ajudar no crescimento da sua empresa.

Utilize as ferramentas adequadas

É importante contar com ferramentas adequadas para elaborar o plano de expansão. Para isso, a empresa pode utilizar planilhas de excel, softwares de gestão, sistemas de Business Intelligence (BI), entre outras. Isso ajudará a companhia a identificar oportunidades e facilitará a interpretação de dados.

Além disso, tais recursos, quando utilizados da forma correta, podem auxiliar a companhia na tomada de decisões, já que oferecem relatórios completos das operações da empresa. Assim, a companhia terá melhor direcionamento na hora de destinar seus recursos a novos investimentos.

Faça parcerias 

Uma forma de expandir sua empresa com força e se consolidar no mercado é firmando parcerias de confiança com outras organizações. Assim, ambas companhias podem se beneficiar das especialidades uma da outra, de modo a construir um negócio ainda mais forte.

O grande benefício dessa alternativa é que sua empresa agrega mais um produto ou serviço ao seu portfólio, sem a necessidade de contratar mão de obra permanente. Isso ajuda a reduzir custos e a obter os melhores resultados.

Existem inúmeras possibilidades para os mais diversos segmentos de negócios. Por isso, faça uma seleção criteriosa de quem você quer que atue como parceiro da sua empresa.

Faça uma análise de investimentos

Antes de realizar a aplicação de capitais, a companhia deve se certificar de que a ação oferecerá retorno para o negócio. Por isso, análises subjetivas não podem fazer parte do processo decisório.

É fundamental contar com o apoio de consultores especializados antes de realizar qualquer tipo de investimento, seja em aplicações financeiras, seja em maquinário e tecnologia, seja em mão de obra qualificada. Esses profissionais são habilitados para oferecer a melhor orientação possível a respeito do período estimado de retorno sobre o investimento, riscos da operação e alternativas mais viáveis para o seu negócio.

Entenda quando é o momento de investir na sua empresa

Para promover a expansão do seu negócio, é necessário realizar investimentos contantes na empresa. Entretanto, existem cenários oportunos e inoportunos para determinados tipos de operações: tudo dependerá do contexto político e econômico do país, do tamanho da empresa e até mesmo do perfil dos decisores da companhia.

Portanto, a questão não é quando investir na sua empresa, e sim no que investir. Existem diversos tipos de investimentos de baixo risco que podem ser aplicações viáveis para os momentos em que a empresa se encontra em um cenário mais frágil. Da mesma forma, pode-se destinar recursos de baixa liquidez, mas cuja rentabilidade é mais elevada, em cenários mais favoráveis para a companhia.

A gestão de custos vai além de garantir a saúde financeira da empresa: é uma forma de prever investimentos, de modo a expandir ainda mais o seu negócio.

Por isso, é altamente recomendável que sua companhia invista em softwares de gestão que, além de automatizar tarefas operacionais, ofereça relatórios completos que possam lhe auxiliar na tomada de decisões. Assim, é possível obter uma visão holística das finanças e gerenciar custos, despesas e investimentos da melhor forma possível.

E aí, gostou do nosso post sobre gestão de custos? Então não deixe de assinar a nossa newsletter e acompanhe todas as nossas atualizações!

Deixe seu comentário

Assine nossos materiais

Cadastrado com sucesso!