fbpx

Blog

5 argumentos de vendas para ajudá-lo a fechar mais negócios

5 argumentos de vendas para ajudá-lo a fechar mais negócios

Compartilhe:

Você tem dificuldades para vender? Saiba que não é o único. A tarefa tem sido um verdadeiro desafio para os empreendedores que desejam ser bem-sucedidos. Por esse motivo, cabe a você se diferenciar da concorrência e desenvolver os melhores argumentos de vendas para atrair mais clientes.

Naturalmente, as pessoas são projetadas a ter dificuldades para lidar com objeções, questionamentos e, principalmente, com rejeições por algum pedido. O problema é que o vendedor não pode se abater com essas situações.

Por isso, você deve utilizar diferentes ferramentas, como a prova social, ou até mesmo a prática de contar histórias para amenizar o impacto da venda direta. Com um treinamento adequado poderá melhorar sua persuasão, ser resiliente diante da negação, sem contar que os clientes farão questão de comprar com você.

Acompanhe este artigo e saiba o que fazer para fechar mais negócios!

1. Crie um contexto para a venda

Ao se deparar com algum vendedor, é provável que ele tenha simplesmente empurrado o produto a você, correto? O problema é que essa prática tem sido cada vez menos efetiva. Na realidade, a pressão excessiva faz com que o vendedor passe uma imagem negativa, como se fosse um verdadeiro spam humano.

Para ter sucesso em vendas, é preciso que você desenvolva a habilidade de recomendar um produto no lugar de simplesmente vender. Apesar de parecer contra intuitivo, quando geramos valor para uma pessoa — mostrando um contexto, os benefícios ao adquirir um produto e o que será perdido com a recusa da oferta —, ela estará mais propensa a fechar o pedido.

O processo vem sendo empregado nas áreas de marketing. Seja por meio de blogs ou vídeos, as empresas têm utilizado os meios de comunicação para criar um ambiente mais agradável, no qual o comprador sente a necessidade de adquirir a oferta. Para maior efetividade, use esse recurso alinhado a outras práticas que citaremos no artigo.

2. Ofereça benefícios e não ferramentas

Caso atue como vendedor, você já deve ter ouvido sobre como “as pessoas compram pela emoção e justificam pela razão”, correto? Para tirar prova, basta olhar à sua volta. Independentemente do setor de atuação, quando uma pessoa compra o produto, ela faz questão de saber quais benefícios terá ao adquiri-lo.

Dito isso, ao comprar um celular, muitos clientes não querem saber se o smartphone tem 3000mAh em capacidade de carga, mas desejam um aparelho que dure o dia inteiro longe da tomada. Da mesma forma, não querem um aparelho com uma câmera de 12MP, mas sim um modelo que tenha boa resolução para fotos.

Por isso, caso trabalhe com software para restaurantes, ofereça facilidade em gerar uma nota fiscal para o cliente no momento de acertar a conta. Mostre ao dono do estabelecimento como um software mal desenvolvido traz lentidão, gera tempo maior na fila e, consequentemente, aumenta a insatisfação dos clientes.

3. Conte com a prova social para gerar interesse

Imagine a seguinte situação: ao se deparar com dois cafés, um em frente ao outro, qual a probabilidade de você ir para aquele que aparenta ter mais pessoas? Se você optou pelo mais cheio, saiba que boa parte dos novos visitantes teria a mesma opinião.

Isso se deve ao fato de a prova social entrar em ação. A prática, utilizada por grandes empresas, tem como objetivo dar a sensação de “acolhimento” ou de “fazer parte da maioria” dentro de um espaço.

A explicação para esse fenômeno é simples: quando encontramos muitas pessoas envolvidas em uma situação de nossa escolha, o fato de acompanhar a maioria faz com que tenhamos a crença de que estamos consumindo algo de qualidade, mesmo sem ter experimentado o produto.

Por esse motivo, quando estiver com uma quantidade significativa de clientes, você pode utilizar como argumento de venda o número de empreendedores que você ajudou com o uso de seus softwares de gestão.

4. Utilize influenciadores para convencer o público

Já perguntou por que grandes companhias utilizam artistas e jogadores famosos para fazer campanhas publicitárias? Muitos são referência no ramo em que atuam, e as pessoas (principalmente seus fãs) passam a ter vontade de consumir um produto só pelo fato de um famoso fazer parte do comercial. É o poder dos influenciadores.

Com a modernidade da internet, o processo de ser “famoso na rede” se tornou mais democrático. Dito isso, basta acessar as redes sociais para encontrar referência de alguém que conquistou espaço e hoje conta com milhares (ou até mesmo milhões!) de seguidores em diferentes canais de comunicação.

É provável que você encontre alguém que trabalha no mesmo nicho em que você atua. Se isso acontecer, procure formar uma parceria e peça para o profissional divulgar seu produto em troca de uma comissão ou de um valor fixo por “x” vendas. Se encontrar alguém influente, ficará surpreso com a boa receptividade de seus seguidores.

Você mesmo pode divulgar seu produto utilizando a imagem do famoso. Caso deixe claro que o pizzaiolo José, responsável por fundar a franquia “Pizzarias José”, aumentou o número de vendas graças ao uso de seu software para restaurantes, é natural que outros empresários do ramo tenham interesse no produto que você oferece.

Mas fique atento! Para isso é preciso ter ética, além de contatar previamente o famoso. Certifique-se de que ele autorizou o uso de sua imagem e de contar com o apoio de um profissional que realmente existe. Inventar alguém apenas para chamar a atenção pode surtir efeito negativo se o público perceber a mentira, o que é difícil de ser revertido.

5. Use o storytelling como um dos argumentos de vendas

Por muitos anos a arte de contar histórias tem sido utilizada para mostrar ensinamentos e entreter o público. Por conta da sua efetividade, as empresas viram a oportunidade de utilizar a prática de storytelling para aumentar as vendas.

Essa estratégia traz uma abordagem mais leve sobre o produto a ser oferecido. Para aproveitar a situação, as companhias têm utilizado o storytelling para passar mensagens específicas, mostrar suas missões e as lutas que apoiam.

Mas saiba que você não precisa se limitar a uma mensagem e muito menos ser um escritor de Hollywood para desenvolver uma boa história. É possível vender um produto por meio da estratégia. Basta colocar a emoção em evidência para que as pessoas se envolvam com a narrativa.

Para exemplificar, utilize o case de algum cliente que teve sucesso com o seu produto. Apresente as dificuldades pelas quais ele passava antes de conhecer você, mostrando as suas dores e preocupações.

De forma sutil, explique como a sua empresa ajudou o cliente a recuperar vendas e desenvolver o próprio negócio. Para enfatizar sua eficiência, mostre que mesmo em uma situação problemática a sua equipe de suporte conseguiu resolver tudo com rapidez.

Caso consiga se conectar com a audiência, automaticamente as pessoas vão se identificar com o personagem da história e passar a procurar você com a esperança de obterem os mesmos benefícios.

Como vimos no artigo, o processo de vendas se tornou complexo com o passar do tempo. Mas você não deve se preocupar com isso. Para se manter firme no mercado competitivo, o empreendedor precisa estar disposto a se adaptar e utilizar os melhores argumentos de vendas para ter um negócio realmente lucrativo.

Agora que você tem as melhores abordagens em mãos, saiba como manter um bom relacionamento para reter os seus clientes!

Deixe seu comentário

Assine nossos materiais

Cadastrado com sucesso!