Blog

Veja os tipos de notas fiscais essenciais em pequenas empresas!

Veja os tipos de notas fiscais essenciais em pequenas empresas!

Compartilhe:

Em pequenos negócios, pode ser bem complicado conseguir cumprir todas as suas obrigações fiscais corretamente. O processo é burocrático e complexo, o que deixa a maioria dos pequenos empreendedores bem confusos. Contudo, você tem mais a ganhar se fizer tudo corretamente, e um bom primeiro passo é conhecer os tipos de notas fiscais e quais delas não devem faltar em seu negócio.

Como você já deve saber, as notas fiscais são documentos que comprovam a circulação de mercadorias ou os serviços realizados pela empresa. Sua emissão é obrigatória para qualquer negócio formal, já que elas são usadas na prestação de contas à receita.

Um de seus propósitos é notificar os órgãos públicos sobre as atividades realizadas, mas também ajudam na administração correta do negócio e na prevenção de problemas legais. Elas também apresentam categorias diferentes de acordo com seu conteúdo e propósito.

Se você tem um pequeno negócio, o ideal é que você emita e guarde, ao menos, os seguintes tipos de notas fiscais. Acompanhe!

Nota Fiscal de Venda Eletrônica

A NF-e, nota fiscal mais comum em qualquer micro ou pequena empresa, é um documento que tem o mesmo valor das notas fiscais impressas. Dessa forma, você pode armazenar informações digitalmente sobre produtos vendidos e prestar contas à receita com bastante facilidade. Para que ela tenha validade, o emissor precisa ter uma assinatura digital válida.

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica

A NFS-e também é um dos tipos de notas ficais mais comuns. Similar à do item anterior, ela serve como comprovante de serviços prestados ao cliente. Por exemplo, se você vende uma peça de computador, deve emitir uma NF-e. Porém, se você realiza um processo de manutenção, deve emitir uma NFS-e. E, por ser digital, ela segue a mesma regra da assinatura eletrônica.

Nota Fiscal Série D

Essa é uma nota fiscal mais específica. Ela deve ser emitida por empresas de varejo que tenha um faturamento anual bruto de R$240 mil ou menos, toda vez que realizarem uma venda para o consumidor final. Esse documento é obrigatoriamente analógico, ou seja, não deve envolver registro digital ou balança eletrônica. Basta comprá-lo em papelarias e preenchê-lo.

Cupom Fiscal

Se a sua empresa trabalha com a venda de mercadorias ou com serviços de transporte interestadual, intermunicipal ou comunicação, então existe a obrigação de emitir o Cupom Fiscal sempre que um de seus clientes não for contribuinte do ICMS.

Pode haver outros tipos de notas fiscais que sua empresa deve emitir, de acordo com o setor e demais especificidades. Lembre-se de estudar tais informações e mantenha suas notas fiscais bem guardadas. Todas elas precisam ser fornecidas à receita quando chegar a hora de prestar contas para o fisco. Se alguma informação estiver incorreta, pode ser que sua empresa seja pega na malha fina.

Agora que você conhece alguns dos tipos de notas fiscais que não podem faltar em sua empresa, é hora de começar a colocar em prática. Quer mais algumas dicas para melhorar sua relação com as notas fiscais? Então veja aqui nosso artigo sobre como cancelar uma nota fiscal.

Deixe seu comentário

Assine nossos materiais

Cadastrado com sucesso!