Blog

Revenda de software: como escolher o sistema ideal para revenda?

Revenda de software: como escolher o sistema ideal para revenda?

Compartilhe:

Empresas que atuam com a revenda de softwares sabem a existência de um grande número de sistemas disponíveis no mercado. Mas, quando pensamos em melhores negócios, preços justos, qualidade e eficiência, será que você está enchendo a seu portfólio com os softwares corretos?

Se você está enfrentando dificuldades na venda dos seus produtos, talvez seja a hora de rever e buscar softwares mais robustos, desenvolvidos por empresas idôneas.

Pensando nisso, hoje vamos orientá-lo na análise dos principais fatores a serem observados antes de adotar os sistemas ideais para a sua revenda. Acompanhe o artigo!

A importância de escolher um bom software para revenda

Se sua empresa já tem um bom portfólio de produtos, atua com pacotes diferenciados ou com diversos nichos de mercado, é crucial que todos eles tenham qualidade.

Mas, afinal, qual é o maior motivo da qualidade ser tão importante? Simples: quanto maior a qualidade do software, menos problemas acontecem, maior sua estabilidade, menor o tempo gasto em suporte e, o melhor: um cliente muito mais satisfeito. Assim, sua clientela renovará os contratos, divulgará às pessoas e recomendará o produto!

Isso influencia diretamente o seu negócio, uma vez que esse software, naturalmente, apresentará facilidade na comercialização. Assim, você converterá suas vendas em uma base mensal estável, garantindo, também, bons preços e uma maior rotatividade dos produtos.

Fatores que precisam ser avaliados

Voltando algumas décadas, havia um problema com um antivírus poderoso, em meados dos anos 90. Ninguém o instalava, mesmo vindo de graça na compra de um novo computador. Estamos falando do Norton Antivírus, da Symantec.

Embora fosse ótimo, ele deixava os antigos computadores extremamente lentos, gerando muitos erros. E perdeu feio para a concorrência, que criou uma solução mais simples e enxuta — a McAfee.

Embora a Symantec tenha se reinventado a tempo e ainda seja uma das gigantes, até hoje carrega esse estigma — mas estão mais rápidos, com certeza.

Portanto, quando se trata de escolher uma empresa de software como parceira, além da qualidade e estabilidade do software de revenda, existem mais critérios que precisam ser considerados. Vamos falar sobre alguns deles agora.

Certificações e validação do produto oferecido

Podemos, até, dizer que estamos falando novamente sobre qualidade, mas, na realidade, trata-se de realizar testes e validar se todas as funcionalidades prometidas pela empresa de software estão realmente sendo realizadas.

É importantíssimo conhecer o produto a fundo para que possa vendê-lo com maior propriedade e passar maior segurança aos clientes no momento de oferecer o produto. Por isso, se possível, realize todos os testes!

Uma outra forma de garantir a qualidade dos softwares são as certificações, como as da Microsoft, Java e ITIL. Atualmente, uma das certificações brasileiras que tem boa visibilidade é a MPS.BR, gerenciada pela Softex.

Seu foco é melhorar os processos dos softwares brasileiros, definindo o nível de maturidade e compatibilidade com padrões internacionais e atuação em softwares para as micro, pequenas e médias empresas.

Estrutura da empresa para a revenda de software

Ao escolher um sistema para revenda, analise atentamente se a empresa de desenvolvimento está apta a atender alguns requisitos, que podem fazer você tomar a melhor decisão, como:

  • know-how: conhecimento técnico, certificações e, embora existam muitas startups surgindo com soluções incríveis, na maioria das vezes, o que mais conta é o tempo de mercado da empresa;
  • aderência ao mercado: pesquisar sobre os sistemas da empresa por meio dos parceiros de revenda é uma ótima forma de validar o valor da companhia e sua aderência;
  • quantidade de clientes: um item importantíssimo, já que, além de definir a popularidade e a força do produto, determina a provável infraestrutura da empresa;
  • depoimentos: uma nova tendência está surgindo, um espaço onde clientes ou, no caso, revendedores deixam depoimentos sobre a empresa e seus sistemas.

Possibilidade de atender diversos segmentos diferentes

Uma organização que desenvolve softwares para revenda em ERP consegue, facilmente, atender a inúmeros segmentos. Embora esse método abra um leque de possibilidades de venda, é preciso cuidado ao oferecer os pacotes aos clientes.

Tenha em mente que você precisa identificar o desejo e o problema do seu cliente e conhecer muito bem os produtos para oferecer a melhor solução.

Vamos ilustrar com um exemplo: uma companhia de pequeno porte, como um restaurante, pode contar com uma empresa desenvolvedora que já tenha um software segmentado para tal. Então, ofereça diretamente o software do restaurante!

Porém, se você quiser vender para um supermercadista de grande porte, precisará mudar a estratégia e oferecer muito mais do que isso – gestão de atacarejo, cotação de compras, BI (business intelligence), controle de recebimento de mercadorias, entre outros.

Quanto maior a empresa, mais setores distintos e mais segmentos. Atuando (e pensando) sempre sob demanda, será possível atingir a meta de vendas para um número muito maior de clientes e usuários finais.

Suporte oferecido pela empresa a seus parceiros

Você precisa verificar se a empresa oferece sempre suporte para as equipes de revenda de software. Usualmente, as organizações fornecem suporte altamente técnico aos revendedores, mas cabe a estes dar o suporte aos seus próprios clientes.

Portanto, o nível de suporte dado pela empresa de software deve ser realizado com profissionais especialistas, com suas devidas certificações — ou seja, é preciso ser capaz de resolver o problema rapidamente.

E não se esqueça do modelo de apoio para a revenda! É crucial existir uma boa equipe, centralizada e estruturada para atender e ajudar nas dúvidas sobre a companhia, os produtos oferecidos e acerca de como funciona a política comercial, como os valores de venda e revenda, verificação e validação de contratos, rentabilidade e políticas de venda.

Verifique também quanto aos dias e horários de atendimento e sistemas de apoio ao suporte — como chats, abertura de tickets, chamados e tempo médio de resposta.

A decisão de trabalhar com a revenda de softwares implica um grande desafio para muitas empresas, especialmente pelo nível de comprometimento e interdependência entre as partes para que a promoção — e venda — do produto seja um sucesso.

Encontrar uma empresa que tenha o conhecimento necessário, sistemas de alta qualidade e que melhor atenda aos interesses da sua empresa de revenda de softwares é a chave para construir um relacionamento de sucesso.

Esperamos que o assunto abordado tenha ajudado você a entender os fatores que levam a escolher o sistema ideal para a sua revenda. E, se você realmente deseja agregar valor ao seu portfólio atual de produtos, entre em contato com a Intelidata agora! Ficaremos felizes em recebê-lo!

Assine nossos materiais