Controle de estoque: o que é e como fazer?

Controle de estoque é o procedimento adotado por empresas para registrar, fiscalizar e gerir a entrada e saída de mercadorias. Saber como fazê-lo está entre as funções mais básicas e importantes de uma empresa, assim como o controle de caixa.

 

Entre os principais benefícios do controle de estoque, podemos citar a possibilidade de:

– Otimizar o seu investimento;

– Fazer estimativa de vendas;

– Fazer estimativas de compras dos fornecedores;

– Observar o que vende mais;

– Conhecer detalhadamente suas mercadorias.

 

A má realização do controle de estoque pode provocar furos em seu depósito, o que acarretará em prejuízo para seu negócio. Além disso, um controle de estoque mal feito tende a impossibilitar uma análise detalhada do real consumo de mercadoria.

Sendo assim, como fazer o controle de estoque e evitar esses problemas? Vamos dar algumas dicas para você registrar, fiscalizar e fazer a gestão do seu estoque da melhor forma.

 

1. Identificação dos itens e inventário de estoque

O primeiro passo é a identificação dos itens. Você deverá criar uma regra e aplicar um código em todos os seus produtos. A categorização e criação de um padrão é muito importante, especialmente dependendo da quantidade de mercadorias que você possui. Essa classificação pode ser de acordo com a natureza do produto, tipo ou até mesmo especificações como tamanho, cor ou gênero.

O local de armazenamento de sua mercadoria também deve ser limpo, organizado e bem cuidado. Estabeleça normas e horários para a movimentação de produtos e treine os funcionários para que eles estejam aptos a fazer essa função.

 

2. Determinação de quantidade mínima e máxima de produtos

Esse passo é muito importante para determinar quando será necessário fazer um novo pedido ao fornecedor e para que o estoque esteja em sintonia com a demanda de mercado.

 

Para definir a quantidade mínima de um produto, você deverá observar:

– Velocidade de saída do produto;

– Preço pago no produto (grandes quantidades);

– Tempo de entrega do produto;

– Tempo gasto para liberar o produto para venda.

 

3. Definição de datas de compras

A escolha de bons fornecedores é crucial para o crescimento de sua empresa, a fim de reduzir riscos, permitir a formação de parcerias duradouras e possibilitar a negociação de prazos de pagamento que atendam os dois lados. A definição das datas de compra, por exemplo, só será possível se você tiver confiança no seu fornecedor.

 

4. Controle constante

Uma boa gestão de estoque dá trabalho e deve ser feita constantemente. Essa etapa é muito importante para que a empresa não se perca em seus próprios processos internos.

 

5. Softwares de controle de estoque

Um bom controle de estoque pode ser feito com um simples papel e caneta, dependendo do tamanho da sua empresa e a quantidade de produtos. Se você acha que esse é o seu caso, um software ou programa de gestão mais específico não são necessários.

Porém, se sua empresa possui milhares de produtos, você deve considerar um sistema mais avançado que te ajudará a fazer uma gestão com os mínimos erros possíveis.

O UniPlus – Sistema Integrado de Gestão da Intelidata é um sistema integrado de gestão empresarial versátil, desenvolvido para se adequar a diversos segmentos. O recurso de controle de estoque do UniPlus evita acúmulo ou falta de produtos, monitorando os custos e otimizando a organização da empresa.

 

Fique por dentro de nosso blog para mais dicas como essa. Ficou alguma dúvida?

Deixe seu comentário e até a próxima dica!

Cadastre seu e-mail
Coloque o seu e-mail ao lado para receber as atualizações do blog!
Fique tranquilo, pois nós também odiamos spam. Seu endereço de e-mail não será vendido ou compartilhado.

Assine nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades e lançamentos.

Revendas